Novo Fies vai oferecer 310 mil vagas em três modalidades a partir de 2018

Regras atuais continuam valendo para o processo seletivo do segundo semestre deste ano

    • Virando Bixo
    • /
    • Virando Bixo

O programa Financiamento Estudantil (Fies), do Ministério da Educação (MEC), vai mudar em 2018. As mudanças foram anunciadas nesta quinta-feira (6).

O programa, chamado Novo Fies será dividido em três modalidades. No total, serão oferecidas  310 mil vagas, das quais 100 mil a juros zero, para estudantes com renda mensal familiar per capita de até três salários mínimos.

As mudanças não modificam o processo de seleção para o Fies no segundo semestre de 2017, que continua funcionando pelas regras em vigor atualmente. Ou seja, podem participar estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016 e tiveram média igual ou superior a 450 pontos e nota na redação maior que. O estudante também precisa ter renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos.

Nesta sexta-feira (7), será publicada a portaria com o cronograma do Fies no segundo semestre de 2017. As vagas ofertadas serão divulgadas no site do Fies no dia 24/7 e as inscrições deverão ser feitas de 25 a 28 de julho.

O resultado dos candidatos pré-selecionados para o segundo semestre de 2017 e a abertura da lista de espera ocorrerão no dia 31.

Conheça o Novo Fies
Fies 1:
Na primeira modalidade, o Fies ofertará 100 mil vagas por ano, com juros zero para os estudantes que tiverem uma renda per capita mensal familiar de três salários mínimos.
Nesta modalidade, o aluno começará a pagar as prestações respeitando a sua capacidade de renda com parcelas de, no máximo, 10% de sua renda mensal.

Fies 2:
Na segunda modalidade, serão ofertadas 150 mil vagas em 2018 para as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Podem participar alunos com renda familiar per capita de até cinco salários mínimos. Os juros serão baixos.

Fies 3:
Na terceira modalidade, serão ofertadas 60 mil vagas em 2018. O MEC discute com o Ministério do Trabalho uma nova linha de financiamento que pode garantir mais 20 mil vagas adicionais em 2018.
O Fies terá como fontes de recursos o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e os fundos regionais de desenvolvimento das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, com juros baixos para estudantes com renda familiar per capita mensal de até cinco salários mínimos.
 



Comentários

Confira também