Noticias

Khan Academy promove competição para engajar estudantes

A iniciativa é gratuita e reúne alunos e educadores em desafios nas áreas de Língua Portuguesa, Matemática e Ciências

| Da Redação

Além do desafio, o Khampeonato é uma oportunidade para revisar conteúdos
Além do desafio, o Khanpeonato é uma oportunidade para revisar conteúdos
 

 

Para ajudar diminuir o impacto da pandemia de covid-19 na educação, a Khan Academy lança a edição 2021 do Khanpeonato, iniciativa totalmente gratuita com atividades e desafios para unir estudantes e educadores. Desta vez, o programa traz um ranking competitivo para engajar os alunos, além de contar com conteúdos exclusivos feitos em parceria com a PERTS - da Universidade de Stanford - para que eles desenvolvam habilidades e mentalidades de crescimento necessárias para ter um fim de ano letivo bem-sucedido. 


O Khanpeonato acontece entre os dias 8 de setembro e 5 de dezembro e ainda é possível se inscrever. Ao atingir o nível 6 da barra de progresso, recurso adicional exclusivo da campanha, os professores podem conquistar um certificado de conclusão e as escolas poderão ser premiadas se cumprirem os requisitos necessários. Para saber mais sobre a campanha e a premiação, basta entrar neste link do site da Khan.  


No Khanpeonato, os conteúdos do programa são escolhidos pelos próprios professores, incluindo matemática, ciências e português alinhados à Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Com as atividades recomendadas, os alunos trabalham em equipe.  


Alunos e professores podem evoluir por meio do programa, aperfeiçoando habilidades e potencializando o aprendizado, enquanto se divertem com o progresso individual e coletivo.  


Para o professor Edson Oliveira, que trabalha nas escolas de Barueri e Santana de Parnaíba, em São Paulo, o Khanpeonato é um período do ano esperado por todos. "É um momento que utilizamos para aproveitar. Através da competição, da plataforma ser gameficada, de ser um momento de engajamento da turma toda trabalhando em prol de um objetivo em comum, a gente aproveita também para revisar aqueles conteúdos com os quais as habilidades não foram atingidas", ressalta o professor.