Noticias

3,1 milhões de inscrições confirmadas no Enem 2021

Número representa redução de 53% em relação ao exame do ano passado; queda está relacionada à pandemia de Covid-19

| Da Redação

 

Estudantes aguardam para fazer o Enem 2020, que teve mais inscritos do que em 2021

  

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) divulgou na noite desta sexta-feira (23/7) o número de inscrito confirmados no Enem 2021. Ao todo, 3.109.762 pessoas tiveram as inscrições confirmadas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021.   

 

O número corresponde ao total de participantes do Enem Impresso e do Enem Digital.  Foram registrados 3.040.871 inscritos para a versão em papel. Na versão digital, foram ofertadas 101.100 vagas, das quais 68.891 foram preenchidas. 

 

As duas versões serão aplicadas nas mesmas datas: 21 e 28 de novembro. 

 

Este é menor número de inscritos no Enem desde 2005, segundo o G1. No ano passado, foram 5,8 milhões inscrições confirmadas e a abstenção chegou a 55,3%.  

 

Acompanhe, nesta matéria do Virando Bixo, a análise de Mateus Prado, do projeto Régua Enem, sobre os impactos da redução do número de inscritos no Enem 2021

 

O baixo número de inscritos em relação a anos anteriores está relacionado à pandemia. Muitos estudantes, sobretudo da rede pública, não tiveram acesso ao ensino remoto - ou tiveram acesso precário e, por isso, não tiveram condições de se preparar para o exame.  

 

Com isso, os estudantes da rede privada, que geralmente têm maior poder econômico e condições de estudar, tendem a sair em vantagem, na disputa pelas vagas das universidades públicas. O Enem é a principal porta de entrada para os cursos de graduação das 69 universidades federais e de muitas instituições públicas em todo o país. 

 

O efeito esperado pelos especialistas é o aumento das desigualdades educacionais no Brasil.