Noticias

Primeira fase da Fuvest encerra "maratona de vestibulares"

No domingo, mais de 121 mil candidatos disputam as 8,3 mil vagas ofertadas no processo seletivo convencional

| Da Redação

Domingo é um dos dias mais esperados do ano: é o dia da primeira fase da Fuvest 2020. A prova é a primeira etapa do vestibular que seleciona os ingressantes da Universidade de São Paulo (USP).  


Os 129.148 inscritos (candidatos e treineiros) vão disputar as 8.317 vagas destinadas ao vestibular. A USP também possui outras formas de ingresso, totalizando a oferta de 11.147 vagas em 106 carreiras de graduação.  


Segundo o professor Marcelo Pavani, diretor do cursinho da Oficina do Estudante, a prova da Fuvest é a última de uma maratona de cinco provas.  


"O aluno, portanto, deve estar, a essa altura, bastante cansado. Esse cansaço, por vezes, é mental, psicológico, e não físico. Dessa maneira, quem estiver se sentindo cansado deve priorizar o descanso nos dias antes da prova", aconselha Pavani.
Ele lembra que no vestibular a véspera não decide nada. "Agora é hora de o aluno deve confiar no trabalho feito ao longo do ano". Mas se o impulso de fazer aquela última revisão for incontrolável, Pavani recomenda que o candidato resolva questões de provas de anos anteriores. 


A prova da Fuvest é composta por 90 questões de múltipla escolha. Os candidatos terão cinco horas para resolver a prova.
Os candidatos podem consultar os locas de prova no site da Fuvest, usando login e senha.  



Os portões serão abertos às 12h30 e fechados às 13h, a partir de quando terá início a prova. A saída será permitida a partir das 17h.  


Confira outras orientações da Fuvest:  


Leve um documento de identidade original com foto.  


Caneta esferográfica de tinta azul é essencial. É permitido o uso de lápis (ou lapiseira, para rascunho), borracha, apontador e régua transparente.  


Escolha alimentos leves o candidato poderá levar água e alimentos leves.  


É proibido utilizar relógio individual de qualquer tipo, gorro, boné, chapéu ou similares, óculos de sol e quaisquer outros materiais estranhos à realização da prova.  


No local de prova o telefone celular deve ser desligado e inserido no envelope apropriado.
 

  

Candidatos devem levar caneta esferográfica azul e documento oficial de identificação


Sobre a prova 


Confira outras dicas do professor Pavani,  a seguir. 

UM EXAME MAIS TRADICIONAL
Uma vez que a Fuvest é, dos três vestibulares estaduais paulistas, o mais conservador, é provável que, na prova de domingo, nos deparemos com questões difíceis, enunciados diretos e assuntos clássicos. Logo, as provas anteriores consistem num ótimo treinamento para a Fuvest 2020.

GERENCIE O TEMPO
Ao fazer a prova, é importante que o aluno gerencie bem o tempo. Como cada questão, fácil ou difícil, vale o mesmo ponto, o candidato deve pular questões difíceis, deixá-las para o fim da prova, e, com isso, tentar obter os pontos mais fáceis no menor tempo possível.
 


CHEGUE COM ANTECEDÊNCIA AO LOCAL DE PROVA
Há ainda as dicas tradicionais de logística e deslocamento para a prova. Há muitos candidatos alocados num mesmo local de prova. Isso é, ao contrário do Enem, uma marca da Fuvest. Por isso, para evitar contratempos no trânsito, o aluno deve se programar para chegar cedo no local de prova, e, se possível, não deve ir dirigindo no caso de um congestionamento, ficar preso por não ter onde deixar o carro é a última coisa que se quer.
 


CUIDE DO SONO E DA ALIMENTAÇÃO
Além disso, a tradicional preocupação com sono e alimentação: os candidatos devem evitar alimentos aos quais não estão habituados, com muitos condimentos ou de preparação exótica. Devem, ainda, levar água ou bebidas leves (isotônicos são uma ótima alternativa) e alimentos energéticos, como barras de cereais. Deve-se evitar comer muito antes da prova, pois o sono, durante a digestão, pode ser incontrolável.
Dormir cedo também deve ser uma preocupação: com o cansaço acumulado nas últimas semanas, é preciso não se descuidar para uma nova prova longa.
 


ORGANIZE-SE
Separe com antecedência todos os materiais necessários para a prova e leve várias canetas.
 


E SE BATER INSEGURANÇA DURNATE E A PROVA?
Durante a prova, não é incomum que os candidatos sintam nervosismo, seja ao se deparar com uma questão muito difícil, seja ao notar que o tempo se esvai rapidamente.  


O que fazer nesse momento? Em primeiro lugar, o aluno deve se lembrar que cada questão vale apenas um ponto. Portanto, sempre que uma questão se mostrar hermética, deve-se assinalar isso ao lado da questão e pulá-la imediatamente.  


Além disso, o aluno deve lembrar que todos os seus concorrentes também cometerão erros. Erros, portanto, são normais, até esperados, numa prova como o vestibular da Fuvest.  


Portanto, quanto mais cedo o aluno se acostumar com a ideia de que vai encontrar questões complicadas e talvez não conseguir lidar com elas, melhor.

Dessa forma, nesses dias que antecedem a prova, visualize a situação, imagine que se depara com uma questão difícil. Treine-se para lembrar que ela só vale um ponto, para pulá-la rapidamente e focar a atenção na próxima questão.