Noticias

Tire suas dúvidas sobre a seleção via Enem para a Unicamp

Candidatos que vão fazer o vestibular convencional também podem concorrer; inscrições estão abertas até 21 de novembro

| Da Redação

 Você sabe como funciona para concorrer ao processo seletivo Enem-Unicamp 2020? Tire suas dúvidas aqui.  


A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) está aceitando, até 21/11 inscrições de candidatos que querem usar a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como via de ingresso na instituição.  


Esta é uma modalidade alternativa ao vestibular convencional, cuja prova da primeira fase será no dia 17/11.
 


Vagas 

A universidade oferece 639 vagas 20% do total das vagas para novos alunos no processo Enem-Unicamp 2020. 

As vagas são reservadas para três tipos de candidatos e a quantidade varia de curso para curso. Veja quais são as categorias:  

- 50% das vagas: candidatos que tenham cursado integralmente o ensino médio em escola pública (ou que tenham obtido a certificação do ensino médio pelo Enem até o ano de 2016 ou exames oficiais).  

- 25% das vagas: candidatos autodeclarados pretos e pardos.  

- 25% das vagas: candidatos que tenham cursado integralmente o ensino médio em escola pública e sejam autodeclarados pretos, pardos ou indígenas.  

A lista dos cursos que oferecem as vagas para Enem-Unicamp 2020 pode ser consultada aqui.  

Detalhe importante: mesmo quem vai prestar o vestibular convencional ou participar dos outros processos seletivos oferecidos pela Unicamp (Vestibular Indígena ou Vagas Olímpicas) pode concorrer à seleção via Enem. Os processos não são excludentes!  

Outro detalhe importante: quem já concluiu algum curso de graduação ou pós-graduação em instituição pública (federal, estadual ou municipal) não pode concorrer nessa modalidade.
 


Taxa de inscrição  

A taxa de inscrição para o processo seletivo Enem-Unicamp 2020 é gratuita para quem já está inscrito no vestibular convencional e obteve isenção da taxa de inscrição. Para os outros candidatos, a taxa é de R$ 30 ou de R$ 15 (para os estudantes que já pagaram taxa de inscrição no vestibular). Confira o edital.  

É possível fazer até duas opções de curso nessa modalidade.
 


Como é a seleção  

Os candidatos poderão utilizar as notas do Enem 2019 e 2018.  

A Unicamp vai considerar as notas fornecidas pelo Instituto Nacional de Ensino e Pesquisa Anísio Teixeira (Inep), vinculado ao Ministério da Educação (MEC) nas provas de Redação, Matemática, Linguagens e Códigos, Ciências da Natureza e Ciências Humanas informadas pelo instituto.
 


Cotas  

Assim como no Vestibular Unicamp, para ter direito às cotas por critério étnico-racial, os estudantes autodeclarados pretos ou pardos deverão possuir traços fenotípicos que os caracterizem como negro, de cor preta ou parda.  

Caso aprovados, eles deverão assinar e entregar uma declaração no ato da matrícula, de acordo com o edital. 

Os optantes pelas vagas indígenas também deverão apresentar a declaração. 


Chamadas e matrículas 

Na época das chamadas, se um candidato for convocado para matrícula em um mesmo curso, na mesma chamada, no Vestibular 2020 e no Enem-Unicamp, a vaga a ser preenchida será a do vestibular.  

Se o candidato for convocado para matricula em cursos diferentes, na mesma chamada, no Vestibular 2020 e no Enem-Unicamp, o candidato fará opção, no momento da matrícula. Ao efetivar a sua matrícula em um dos sistemas, o candidato será excluído, automaticamente, da lista de classificação dos demais sistemas de ingresso.  

Se o candidato estiver inscrito no mesmo curso, for convocado em qualquer sistema e não realizar sua matrícula, terá seu nome excluído das chamadas em outros sistemas.  

Haverá até cinco chamadas para matrícula, seguindo o mesmo calendário de matrículas do Vestibular Unicamp 2020. A matrícula será realizada em duas etapas: as três primeiras virtuais (na página da Comvest) e a partir da quarta chamada, de forma presencial, na unidade sede do curso.