Aprenda a fazer mapas mentais e a usá-los para estudar

A técnica está sendo cada vez mais utilizada por vestibulandos, pois ajuda a memorizar e a estabelecer relações entre os conteúdos

    • Da Redação
    • /
    • Da Redação

Para os vestibulandos, começo de ano é a época de organizar a rotina de estudos e selecionar as estratégias para ajudar a memorizar o conteúdo e acelerar a aprendizagem. Entre as várias possibilidades existentes, uma das mais eficientes e que vem sendo bastante usada por estudantes é o mapa mental.  

O mapa mental é uma técnica de estudo que organiza e associa um conjunto de informações por meio de símbolos e cores, por isso é uma maneira que facilita a memorização do conteúdo. É especialmente recomendado para quem tem facilidade para aprender de forma visual.  

A vantagem é que ele funciona como um resumo, que pode ser consultado rapidamente sempre que for necessário.
Você mesmo pode fazer seus mapas mentais. Não existe uma regra rígida, mas algumas orientações podem facilitar o processo. Confira a seguir:  

- Use uma ficha ou folha de papel sulfite para criar o seu mapa.  - Coloque um conteúdo importante no centro. É a partir deste centro que as informações serão organizadas. Se quiser, pode fazer desenhos, inserir símbolos ou fazer gráficos. 

- Utilize elementos para organizar as relações que você vai estabelecer. Você pode usar cores, formatos, setas e procure usar o mesmo padrão.  

Se quiser usar cores, atribua um significado para cada uma, as formas podem ser associadas um tipo de conteúdo por exemplo, retângulo para aspectos econômicos, círculo para aspectos sociais.  

As setas podem ser um meio para estabelecer conexões entre os elementos do mapa. Os balões podem ser usados para destacar algo importante.  

O importante é que você bata o olho e lembre-se o que cada elemento significa. Dessa maneira, você entende rapidamente.  O interessante é que cada um crie seu próprio mapa mental, mas para quem não quer ou sente que não possui esta habilidades, existem sites para isso, como o Coogle e o MindMeister.   


Mapa mental sobre a expansão marítimo comercial (Foto: Imago História)




Comentários

Confira também