Noticias

Sisu oferece 235,4 mil vagas no primeiro semestre de 2019

Simulador de nota de corte ajuda candidatos a saberem quais são suas chances de conseguirem uma vaga no cursos desejado

| Da Redação

 O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) abre, nesta terça-feira (22/1), para inscrições. O sistema permanece aberto até sexta-feira (25/1).   

Para fazer a inscrição e concorrer a uma das 235.61 vagas oferecidas em 129 instituições públicas de ensino superior, é preciso acessar o site do sistema. Podem concorrer estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2018.  

Cada candidato pode se inscrever em até duas opções de curso. Veja nessa matéria do Virando Bixo as dicas para fazer as melhores escolhas no Sisu, pois este ano houve mudanças nas regras para a lista de espera: se o candidato for aprovado em primeira ou segunda opção, não poderá participar da lista de espera da outra opção.  

O Sisu é um sistema dinâmico, pois os candidatos podem mudar suas opções ao longo do tempo em que permanece aberto.  

Assim, a nota de corte de um curso pode aumentar ou diminuir, dependendo das notas no Enem obtidas pelos estudantes que estão pleiteando uma vaga.  

Então, é fundamental monitorar a situação todos os dias e, dependendo do cenário, mudar as opções. No entanto, uma das principais dicas dos especialistas é: os candidatos devem colocar na primeira opção o curso que realmente querem.  Para facilitar, o MEC criou um aplicativo, que permite que os candidatos acompanhem sua inscrição.

Além do Sisu, o Enem é usado para a inscrição no Programa Universidade para Todos (ProUni) e Financiamento Estudantil (Fies).   

Candidato consulta site do Sisu

A diferença entre nota e média  

Existe uma diferença na maneira como o Enem é usado nos programas federais.  

Como se sabe, o Enem é composto pelas provas de Ciências da Natureza, Ciências Humanas, Linguagens e Matemática, além da Redação.  

As notas são calculadas atendendo ao critério Teoria de Resposta ao Item (TRI), um método que verifica o conhecimento do candidato e reduz a nota de quem acerta questões por meio de chutes.  

Já a nota da redação é dada a partir da correção feita por dois professores, podendo ser avaliada por mais educadores caso as notas apresentem diferença gritante.  

No Fies e no ProUni é usada a média no Enem, ou seja, a soma das notas do candidato nas cinco provas dividida por 5.  

Já no Sisu, é diferente: cada instituição estabelece pesos diferentes para cada prova do Enem, dependendo do curso. Para descobrir o peso das provas para cálculo da média, o estudante deve consultar o site da faculdade, os editais de processo seletivo das instituições de ensino e o termo de adesão ao Sisu.  

Como avaliar as chances de ser aprovado  

Com as notas e média em mãos já dá para ter uma boa noção sobre em quais cursos e instituições de ensino o candidato tem mais chance de aprovação. 

Uma ferramenta de pesquisa fundamental é o Simulador de Nota de Corte do Quero Bolsa.  Ela reune todos os dados que o candidato precisa para avaliar as notas de corte nas instituições, incluindo o comportamento das notas nos últimos processos seletivos, as notas de corte média e mínima no estado de interesse, assim como a menor nota de corte para o curso pretendido em todo o Brasil.  

O site também exibe a relação de universidades que oferecem o curso pretendido com a nota de corte em cada campus e turno.  

Outra opção disponibilizada são as notas de corte para participação do candidato em programas como Fies e Prouni, além da busca por bolsas de estudo na rede privada.

Por onde começar

1.Faça uma lista de faculdades do seu interesse, a partir da relação apresentada pela Ferramenta de Nota de Corte. Adote critérios como qualidade do curso, proximidade, facilidade de acesso e o que mais considerar importante.  

2.Verifique a nota de corte de cada uma delas e compare com a nota obtida no Enem.  

3.Divida a lista em dois grupos. No primeiro, liste as faculdades mais desejadas cuja nota de corte está um pouco acima da nota obtida no Enem. No segundo, instituições com nota de corte igual ou inferior.  

4.Durante o período de inscrição no Sisu (22 a 25 de janeiro), preencha o cadastro indicando como primeira opção uma das faculdades do grupo um e como segunda opção uma do grupo dois.  

5.Acompanhe diariamente a variação das notas de corte informada pelo portal do Sisu e ajuste suas escolhas para ter sempre uma faculdade dos sonhos com chance de ingresso na primeira opção e outra com alta probabilidade de aprovação na segunda. Depois é só torcer para ser selecionado.


(Com informações do Quero Bolsa)