Noticias

Segunda fase da Fuvest 2019 começa com abstenção de 7,7%

Redação enfocou a influência do passado sobre o presente; nesta segunda, candidatos fazem provas específicas por área

| Da Redação

Do total de candidatos classificados para a segunda fase do vestibular da Fuvest 2019, 7,7% faltaram. De acordo com balanço divulgado pela fundação responsável pelo vestibular da Universidade de São Paulo (USP), a porcentagem corresponde a 2.714 candidatos dos 35.371 classificados.  

Os candidatos fizeram a prova de língua portuguesa e uma redação intitulada "A importância do passado para a compreensão do presente". As provas foram realizadas neste domingo (6/1). Nesta segunda-feira, será a vez da prova específica, com 12 questões dissertativas sobre as disciplinas exigidas em cada área do conhecimento.  

O tema da redação foi considerado coerente com a tradição do vestibular da Fuvest, ao exigir do aluno capacidade de análise, sem, necessariamente, tomar um posicionamento.  

A prova foi considerada trabalhosa, mas não excessivamente difícil, segundo a professora Lu do curso e colégio Objetivo. Um dos conteúdos de destaque, em língua portuguesa, foram as figuras de linguagem, além de discurso direto e indireto e interpretação de texto. Foram apresentados textos de diversos gêneros, desde tirinhas da Laerte a canções de Chico Buarque.  

Em literatura, os alunos tiveram de responder uma questão que compara os livros "Memórias póstumas de Brás Cubas", de Machado de Assis, e "Minha vida de menina", de Helena Moreley.  

Para escrever a redação, os candidatos se valeram de textos sobre o incêndio no Museu Nacional em 2018, além de materiais sobre memória e a ideia de progresso na sociedade.  

A prova pode ser acessada no site da Fuvest.  

Confira o vídeo o com a correção extraoficial da prova: