Saiba como ingressar na Unicamp usando o resultado do Enem

Universidade aceita, até 14/11, inscrições para processo seletivo baseado nas notas do exame nacional; candidato pode participar de vários processos seletivos

    • Da Redação
    • /
    • Marta Avancini

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) divulgou nesta segunda-feira (15/10) as informações sobre o processo seletivo via Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para ingressantes em 2019.  

Como já foi divulgado, haverá vários tipos de processos seletivos, entre eles o vestibular convencional e por meio do Enem. A Unicamp fará um processo seletivo próprio, independente do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).  

Para concorrer a uma vaga de graduação na Unicamp usando a nota do Enem, o candidato precisa fazer a inscrição neste processo seletivo no site da Comissão Permanente para os Vestibulares (Comvest). O prazo termina no dia 14 de novembro. 

Quem se inscreveu para o vestibular tradicional também pode fazer disputar as vagas via Enem. Porém, é preciso fazer inscrição para o processo Enem-Unicamp.  

A taxa de inscrição custa R$ 30. Quem já fez a inscrição no Vestibular Unicamp 2019 paga R$ 15 de taxa. Quem teve isenção da taxa de inscrição no vestibular convencional também terá isenção no processo Enem-Unicamp.  

São oferecidas 645 vagas pelo processo Enem-Unicamp, destinadas a três grupos:  

- 50% das vagas para candidatos que cursaram integralmente o ensino médio em escola pública (ou que tenham obtido a certificação do ensino médio pelo Enem até o ano de 2016 ou exames oficiais, como o Encceja)  

- 25% das vagas para candidatos autodeclarados pretos e pardos  

- 25% das vagas para candidatos que tenham cursado integralmente o ensino médio em escola pública e sejam autodeclarados pretos, pardos ou indígenas.  

A lista de cursos e vagas está disponível na página da Comvest,assim como o edital.


Cotas  

Assim como no Vestibular Unicamp, para ter direito às cotas por critério étnico-racial, os estudantes autodeclarados pretos ou pardos deverão possuir traços fenotípicos que os caracterizem como negro, de cor preta ou parda. Caso aprovados, eles deverão assinar e entregar uma declaração no ato da matrícula, de acordo com o Edital. Os optantes pelas vagas indígenas também deverão apresentar a declaração.  

 

Vários tipos de inscrição  

Os estudantes podem se inscrever concomitantemente em mais de um dos sistemas de seleção da Unicamp para 2019 (Vestibular Unicamp, Processo Seletivo Enem-Unicamp, Vestibular Indígena, Processo Seletivo Vagas Olímpicas).
Na época das chamadas, caso um candidato tenha sido convocado para matrícula em um mesmo curso, na mesma chamada, no Vestibular 2019 e no Enem-Unicamp, a vaga a ser preenchida será a do vestibular.
Caso um candidato tenha sido convocado para matricula em cursos diferentes, na mesma chamada, no Vestibular 2019 e no Enem-Unicamp, o candidato fará opção, no momento da matrícula.  

Seleção via Enem  

A Unicamp vai considerar as notas das provas de Redação, Matemática, Linguagens e Códigos, Ciências da Natureza e Ciências Humanas informadas pelo Inep. Além dessas, no caso do curso de Artes Visuais, haverá Provas de Habilidades Específicas, com os mesmos critérios de avaliação do Vestibular Unicamp.
 

Convocação  

Haverá até cinco chamadas para matrícula, seguindo o mesmo calendário de matrículas do Vestibular Unicamp 2019.
A matrícula será realizada em duas etapas: a primeira, virtual (na página da Comvest, dia 11/2/2019) e a partir da segunda chamada, de forma presencial, na unidade sede do curso.
 

Saiba mais sobre os processos seletivos da Unicamp para ingressantes em 2019.



Comentários

Confira também