Formação em Psicologia é abrangente e diversificada

Curso exige que aluno seja curioso, goste de pessoas e de estudar, segundo a psicóloga Raíssa Incerti

    • Da Redação
    • /
    • Marta Avancini

A psicóloga Raíssa Vicente Gomide Incerti tem 28 anos, estudou Psicologia na Faculdade Anhanguera de Campinas e desde os 14 anos já sabia que queria seguir essa carreira. "Tive contato com a área através da Filosofia e me apaixonei pelo estudo do comportamento humano. Desde então, sabia que deveria ser psicóloga", conta.  

Além disso, Raíssa gosta de ler e de estudar, além de identificar várias frentes possíveis de trabalho. "O psicólogo podem trabalhar em escolas, organizações, hospitais, no setor jurídico ou atender em clínicas. Isso aumenta as possibilidades de inserção no mercado de trabalho".   

  

Raíssa Incerti, formada em Psicologia da Faculdade Anhanguera, em Campinas

O currículo do curso colabora para que o futuro profissional tenha uma visão abrangente, segundo ela. "Estudamos um pouco de tudo. História da humanidade, comportamento humano, política, métodos de aprendizagem e até estatística", enumera Raíssa. "A psicologia transforma o sujeito que tem contato com ela, seja pelo estudo, seja por meio do psicólogo". 

Dentre as várias opções, ela optou por atuar em clínica, pois se identifica com o trabalho que realiza, especialmente por ver as transformações dos clientes. No entanto, para ela, as oportunidades de estágio que teve durante o curso foram fundamentais para ampliar e enriquecer sua visão como profissional. Um dos pontos fortes foi a diversidade de experiências de estágio, dentre elas num abrigo de crianças e adolescentes. "Foi desafiador e gratificante. Fiquei apaixonada pelo trabalho do psicólogo nesse contexto. Foi um aprendizado que promoveu uma melhor percepção nos atendimentos que faço hoje". 

Segundo ela, durante o estágio, foi necessário "se reinventar" muitas vezes a fim de dar conta das situações que vivenciava no cotidiano. Mas foi válido. "As histórias de vida daquelas crianças e adolescentes são comoventes. É gratificante ver uma criança dando entrada no abrigo por ter sofrido os mais variados tipos de violência e, com a ajuda de seu trabalho, sendo empoderadas, responsáveis por sua própria existência, chegar ao ápice, à adoção".  

Para quem quer cursar Psicologia, Raíssa dá algumas dicas: é preciso gostar de pessoas, de ler e estudar, além de ser curioso e se capaz de questionar, constantemente, a si próprio, ao outro, a politica e o país. Também é importante estar preparado para enfrentar desafios: "A todo momento você é se questiona sobre tudo, as é a partir disso que a mudança interna acontece e o perfil do profissional via sendo formado e moldado".  

O curso  

A graduação em Psicologia tem como objetivo formar profissionais capazes de atuar na promoção, proteção e reabilitação da saúde mental das pessoas, além de promover o bem-estar e a qualidade de vida.  

Para isso, o profissional é formado para identificar e analisar as necessidades psicológicas das pessoas, além de ser capaz de identificar e avaliar aspectos cognitivos, comportamentais e afetivos das pessoas. Todo psicólogo, para exercer a profissão, precisa ter registro no Conselho Regional de Psicologia.  

Além da formação como psicólogo, o curso também forma bacharéis (mais voltados para a pesquisa) e licenciados (habilitados para dar aulas).



Comentários

Confira também