dicasdeestudo

"Sagarana" contém conteúdo cobrado na Fuvest e na Unicamp

Vídeos selecionados pelo VB analisam obra de Guimarães Rosa, considerada uma das mais difíceis por vestibulandos

| Da Redação

O Virando Bixo está publicando uma série sobre os livros de leitura obrigatória no vestibular.   

Dessa vez, a obra em foco é "Sagarana", livro de contos de Guimarães Rosa, obrigatório no vestibular da Fuvest. O vestibular Unicamp também exige a leitura de um dos contos da obra, "A hora e a vez de Augusto Matraga". 

Para muitos vestibulandos, esta é umas das obras mais difíceis entre aquelas que são cobradas no vestibular, principalmente por causa da linguagem adotada pelo autor, considerada muito difícil. 

No entanto, a linguagem é justamente uma das principais características de Guimarães Rosa, um dos maiores escritores brasileiros.  Ele também é considerado um dos maiores neologistas brasileiros ou seja, criador de palavras e expressões.

"Sagarana"  faz parte da terceira fase do Modernismo brasileiro e foi publicada em 1946.  O próprio título do livro é um neologismo, ao juntar uma palavra de origem germânica, saga (que significa lenda, conto, canto heroico) e rana, termo de origem tupi que significa "aquilo que se assemelha". Desse modo, todos os contos do livro se assemelham a cantos heroicos.  

"A hora e a vez de Augusto Matraga" é o último conto da coletânea e é um dos mais famosos da obra de Guimarães Rosa e que enfoca duas constantes da vida do sertão: a violência e o misticismo, a luta do bem contra o mal. Conheça a obra neste vídeo do Vestibular em Cena:  

 


No vídeo a seguir, do canal revisão, Taty Leite analisa os elementos mais complexos da obra, como por exemplo o caráter regionalista e, ao mesmo tempo universal, da obra. Confira: