Carreiras

Unicamp e PUC-Campinas são destaques no Guia da Faculdade

Segundo o ranking que avaliou mais de 14 mil cursos em todo o país, as universidades têm o maior número de cursos 5 e 4 estrelas na cidade

| Da Redação

A PUC-Campinas é a melhor instituição de ensino superior no município, de acordo com o Guia da Faculdade
 

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) é o destaque na edição de 2020 do Guia da Faculdade, ranking universitário feito em parceria da Quero Educação com o Estadão. Neste ano, a instituição teve 27 cursos com avaliação 5 estrelas (52% de todos os cursos avaliados).  


No ranking, que avaliou 14.343 cursos superiores de instituições públicas e privadas presentes em todas as unidades da federação, a Unicamp ficou atrás apenas da Universidade Estadual Paulista (Unesp) e da Universidade de São Paulo (USP).  


Além do elevado número de cursos 5 estrelas, a Unicamp teve 24 cursos 4 estrelas e 1 curso 3 estrelas.  


Para conferir o ranking, você pode acessar o site do Quero Bolsa.  


Ensino privado  

Analisando apenas o ensino superior privado, a PUC-Campinas aparece na terceira posição entre as que têm maior número de cursos 5 estrelas, com 3 cursos. São eles: Direito, Letras bacharelado e Letras licenciatura. 


A PUC-Campinas também tem 40 cursos 4 estrelas e 4 cursos 3 estrelas.  


As 5 melhores de Campinas  

Em Campinas, essas são as 5 melhores instituições de ensino superior de acordo com avaliação do Guia da Faculdade número de cursos por nota:  

Unicamp: 23 (nota 5), 18 (nota 4) e 1 (nota 3)  

PUC-Campinas: 3 (nota 5), 40 (nota 4) e 4 (nota 3)  

Facamp: 0 (nota 5), 4 (nota 4) e 4 (nota 3)  

Mackenzie: 0 (nota 5), 4 (nota 4) e 0 (nota 3)  

USF: 0 (nota 5), 2 (nota 4) e 8 (nota 3)
 

Metodologia do ranking
A segunda edição do Guia da Faculdade foi produzido avaliou cursos superiores de instituições públicas e privadas de todo o país.  

Mais de 9 mil professores universitários se cadastraram para participar do projeto, dando notas para os cursos de outras instituições, em uma metodologia conhecida como avaliação por pares.  

 

Em 2020, pela primeira vez também foram analisadas as graduações oferecidas na educação a distância (EAD), modalidade de ensino que mais cresce no país.  


A avaliação considera três aspectos: qualidade do projeto pedagógico, qualidade do corpo docente e qualidade da infraestrutura.  


Ao fim, chega-se ao selo de qualidade do Guia da Faculdade, dado em forma de "estrelas".