Noticias

Enquete: maior parte dos inscritos quer Enem em maio

Além dos estudantes, MEC vai consultar entidades educacionais sobre novas datas do exame e prevê divulgar resultado em três semanas

| Da Redação

A maioria dos estudantes que votaram na enquete sobre as novas datas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2020 escolheram o mês de maio, segundo informações do Ministério da Educação (MEC) nesta quarta-feira (1/7). No entanto, a definição sobre quando as provas serão realizadas deverá ser informada em três semanas, após consulta às instituições de ensino.  Leia mais sobre a enquete aqui.


Segundo o MEC, 1.113.350 estudantes participaram da enquete (19,3% dos cerca de 5,7 milhões de inscritos confirmados). Desses, 50% querem que a prova seja em maio. A União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) considera que muitos inscritos não conseguiram participar porque não têm acesso a internet e apoia a consulta às entidades educacionais. 


A consulta às entidades educacionais como o Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Educação (Consed) e Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), entre outras - é necessária porque é preciso avaliar o impacto do adiamento do Enem sobre o calendário do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do Programa Universidade para Todos (ProUni) e sobre o calendário das instituições de ensino privadas, que também usam o Enem para selecionar os ingressantes.
 

O calendário original do Enem previa que as provas do Enem tradicional e do Enem digital seriam realizadas em novembro, mas foram adiadas por causa do avanço da Covid-19 no país, que causou o fechamento das escolas. Por isso, muitos estudantes, especialmente da rede pública de ensino, estão sem condições de se preparar adequadamente para o Enem  já que não estão conseguindo acessar as aulas e conteúdos remotos oferecidos pelas escolas. 

 

Dos 5,7 milhões de inscritos, 19,5% participaram da enquete sobre as novas datas do Enem