Noticias

Vale a pena usar o Fies para financiar os estudos?

Inscrições para o programa que concede desconto parcial ou integral da mensalidade durante a graduação abrem no dia 5 de fevereiro

| Da Redação

Na quarta-feira (5/2) serão abertas as inscrições para o Financiamento Estudantil (Fies), mas a pergunta é: vale a pena fazer o financiamento? Esta é uma dúvida comum, pois desde 2017 o programa vem sofrendo mudanças que tornaram mais caro o custo do financiamento.
 


O Fies é diferente do Programa Universidade para Todos (ProUni), que concede bolsas para estudantes de instituições de ensino privadas, com base no desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).
 


O Fies é um financiamento, ou seja, os alunos não pagam parte o integralmente a mensalidade durante a graduação, mas têm de devolver o dinheiro após a conclusão do curso. Por isso, é importante analisar com cuidado as condições para não enfrentar dificuldades inesperadas no futuro. 

 

No Fies, os estudantes têm de devolver o dinheiro emprestado após a conclusão do curso
 

Existem duas modalidades de Fies Novo Fies e P-Fies.
 


O Novo Fies é voltado para estudantes com renda familiar per capita de até 3 salários mínimos. O curso é financiado a juros zero.
 


O P-Fies é voltado para estudantes com renda familiar per capita de até 5 salários mínimos. Neste caso, são cobrados juros, conforme a avaliação de crédito feita pela Caixa Econômica Federal, responsável pelo financiamento.  É é justamente este o caso que exige mais atenção dos candidatos.
 


A seguir, algumas dicas para avaliar se vale a pena ou não pedir financiamento via Fies.
 


Fique atento às condições de pagamento 
Este é um dos pontos centrais: as condições para devolução do valor financiado, pois o ressarcimento começa após a formatura, quando o profissional talvez ainda não tenha ingressado no mercado de trabalho ou terá, mesmo que esteja trabalhando, que arcar com parcelas muito altas em relação à sua renda.
 


Considere os descontos oferecidos pelas instituições 
Outro ponto importante é que muitas instituições dão descontos maiores nas mensalidades para alunos que não têm o Fies. Geralmente, o desconto para quem tem o Fies é em torno de 5%, enquanto para quem não tem pode chegar até a 50% ou mais.
 


Lembre os valores das mensalidades variam entre as instituições 
A definição da alíquota de desconto é oferecida ao Ministério da Educação (MEC) pela própria instituição. Então, há variação de valor da mensalidade, dependendo da faculdade. É preciso pesquisar, pois talvez seja possível conseguir um valor de mensalidade mais baixo numa instituição mais bem avaliada.
 


Pesquise sobre a qualidade do curso
O MEC avalia a qualidade de todos os cursos de graduação. Procure se informar no site do Instituto Nacional de Estudos e Pequisas Educacionais (Inep), responsável pelas avaliações, sobre os conceitos obtidos pelo curso e/ou instituição onde pretende estudar no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade)Conceito Preliminar de Curso (CPC) e Índice Geral de Cursos (IGC)

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook