Noticias

O que esperar da prova de língua portuguesa da Fuvest?

Neste domingo, mais de 31 mil vestibulandos disputam as 8,3 mil vagas oferecidas pela USP em 2020; exame acontece em 20 cidades paulistas

| Da Redação

Neste domingo, começa a segunda fase do Vestibular Fuvest 2020. Ao todo, 31.761 candidatos disputam as 8.317 vagas em cursos de todas as áreas do conhecimento, oferecidos pela Universidade de São Paulo (USP). As vagas se distribuem pelos campi de São Paulo, Ribeirão Preto, São Carlos, Piracicaba, Pirassununga, Bauru, Lorena e Santos.


A prova será realizada em 20 cidades (capital, interior e litoral). Fique esperto! Os locais e as cidades não são, necessariamente, os mesmos da primeira fase. Então, é imprescindível que os vestibulandos confiram onde farão a prova da segunda fase, consultando a Área do Candidato no site da Fuvest.


Os portões serão abertos às 12h30 e fechados às 13h. A prova terá quatro horas de duração.



A prova

No primeiro dia, será a vez do exame de língua portuguesa, que inclui a redação. Os candidatos terão que responder a 10 questões dissertativas de compreensão e interpretação de textos, além de gramática e literatura. A lista de livros de leitura obrigatória da Fuvest é composta por nove obras:


"Poemas Escolhidos" Gregório de Matos

"Quincas Borba" Machado de Assis

"O cortiço" Aluísio Azevedo

"A relíquia" Eça de Queirós

"Minha vida de menina" Helena Morley

"Angústia" Graciliano Ramos

"Claro enigma" Carlos Drummond de Andrade

"Sagarana" João Guimarães Rosa

"Mayombe" Pepetela



Todas as questões têm o mesmo valor e receberão uma pontuação de 0 a 5.



A prova de redação da Fuvest é composta por uma dissertação. O candidato tem que defender um ponto de vista, com base em seus conhecimentos e opiniões. Também é esperado que ele seja capaz de defender seu ponto de vista, argumente de forma coerente e articule partes do texto e seja claro.



A banca vai analisar três critérios: desenvolvimento do tema e organização do texto, coerência dos argumentos e articulação das partes e correção gramatical e adequação do vocabulário.



A pontuação máxima na prova (questões + redação) é 100.



O resultado será divulgado no dia 24 de janeiro, quando os aprovados em primeira chamada serão convocados para matrícula na USP.  

  

Os candidatos devem visitar o local de prova com antecedência para se precaver contra imprevistos
 

Na véspera 

No dia anterior aos exames, o ideal é descansar, sugere o professor Leandro Baldo (o Lego), coordenador-pedagógico na Oficina do Estudante. "Mas, se o aluno ficar nervoso e preferir estudar, o melhor é pegar mais leve, apenas relendo fichas, mapas mentais e resumos", recomenda Baldo.  

 

Ele também recomenda que os candidatos deixem separados os documentos e itens necessários para fazer a prova (como canetas, por exemplo). Também é importante conferir mais uma vez o endereço de onde fará o exame se puder, vá até o local para se familiarizar com o percurso.



No dia anterior aos exames, o ideal é descansar, sugere o professor Leandro Baldo (o Lego), coordenador-pedagógico na Oficina do Estudante. "Mas, caso o aluno ficar nervoso e preferir estudar, o melhor é pegar mais leve, apenas relendo fichas, mapas mentais e resumos".

 


Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook