Redação no Enem: cinco passos para se sair bem na prova

Prova de língua portuguesa marca início da segunda fase do Virando Bixo, mas ainda dá tempo de se inscrever e concorrer aos prêmios

    • Da Redação
    • /
    • Marta Avancini

Esta semana, começa a segunda fase do simulado Virando Bixo, com a prova de Língua Portuguesa.

A segunda etapa, que tem duração de nove semanas, repete o primeiro ciclo, ou seja, a cada semana os participantes respondem 30 questões de uma disciplina, porém com um grau de dificuldade maior em relação à fase anterior. Ao todo, são avaliadas nove disciplinas Língua Portuguesas, Matemática, Física, Química, Biologia, História, Geografia, Filosofia e Sociologia. As provas são elaboradas pelo Elite Pré-Vestibular Campinas. 

Estudante durante prova do Enem

Haverá, ainda, um terceiro ciclo de provas nos mesmos moldes. Ao final das três etapas, os candidatos com maior pontuação classificam-se para fazer a prova presencial.  

No final do processo, o primeiro colocado na categoria Vestibulando recebe como prêmio um carro 0 Km e o vencedor na categoria Treineiro ganha um intercâmbio no Canadá.

Embora o simulado já esteja acontecendo, ainda dá tempo de se inscrever e participar. Basta fazer o cadastro e começar a responder às questões das provas já liberadas. A pontuação por questão correta é um pouco menor (cada acerto vale 8 pontos ao invés de 10), mas mesmo assim os novos participantes têm chance de concorrer aos prêmios, pois o que vale é a soma dos pontos ao final do processo. Então, faça seu cadastro e boa sorte!

Redação no Enem

Toda semana, o Virando Bixo traz uma seleção de alguns dos melhores conteúdos e informações relacionadas à disciplina em foco na semana. Desta vez, selecionamos essas dicas do professor e autor de redação do Sistema de Ensino pH, Thiago Braga.

Segundo ele, é importante que os vestibulandos invistam tempo à produção do texto sem deixar de lado outros aspectos cruciais para uma boa argumentação, como conhecimentos interdisciplinares e um olhar crítico nas próprias correções. "Às vezes o aluno faz muito texto, mas acaba não dando atenção ao erro e à melhoria desse processo", salienta Braga. Para não cometer esses deslizes, confira cinco dicas que vão ajudar nessa reta final para o Enem:

1 - Separe três dias da semana para estudar: reduza a quantidade de textos produzidos e foque em todo o processo da escrita. "O candidato vai precisar de um bom planejamento de estudo. A dica é separar de duas a três horas. Eu aconselho que o estudante faça o mínimo de duas e o máximo de três redações por semana."

2 - Verifique seus erros: Não foque apenas na escrita. "Fazer a redação é 60% do processo, mas também é preciso exercitar os outros 40%. A verificação daquilo que foi feito é fundamental para o estudante aplicar sua percepção dos erros na próxima produção."

3 - Veja propostas de redação novas e antigas: fique atento aos possíveis temas que podem cair na prova. "O ideal é alternar os temas, porque ao mesmo tempo que o candidato precisa entender a linguagem do Enem, ele também tem que trabalhar com propostas prováveis, pois isso facilita no dia da prova. A dica é usar temas antigos do Enem (a partir de 2012), as propostas do Enem PPL (para pessoal privadas de liberdade) e buscar outros assuntos prováveis", aconselha Braga.

4 - Crie uma conta no Twitter: siga jornais, revistas, universidades e contas de atualidades para se manter atualizado. "Minha dica é que ele leia dois textos por dia para se habituar com uma linguagem mais impessoal. É interessante procurar textos de opinião, perceber como aquela argumentação foi construída e como são conjugados os exemplos e as referências externas e interdisciplinares."

5 - Escreva com limite de tempo: treine a escrita com um tempo máximo. "O aluno tem que se dar no máximo uma hora e quinze, porque se ele escrever em três horas, o texto vai ficar com uma qualidade maior, mas não vai estar dentro da realidade do vestibular", explica.

Agora, confira as dicas de temas possíveis para a redação no Enem 2018.

A seleção de Débora Aladim inclui temas como transgênicos, depressão e suicídio entrejonven e analfabetismo no Brasil.

Confira a seguir:
 

 


O professor André Gazola, do canal Redação Mito, aposte em temas como esporte inclusão social, trabalho escravo na contemporaneidade e tratamento de lixo e resíduos urbanos, na perspectiva da sustentabilidade:
 





Comentários

Confira também