Mudanças na Fuvest: segunda fase será em dois dias

40% das vagas estão reservadas para alunos da rede pública; na inscrição, candidatos devem escolher uma das três categorias ( AC, EP ou PPI)

    • Da Redação
    • /
    • Maria Marta Picarelli Avancini
Você está por dentro das novidades do Vestibular Fuvest, que seleciona os candidatos para a Universidade de São Paulo (USP), neste ano? 

No dia 17 de maio, o Conselho de Graduação da USP aprovou diversas mudanças no processo seletivo dos alunos que ingressarão na universidade em 2019. Confira abaixo.  

Segunda fase  

A prova da segunda fase será realizada em dois dias, ao invés e três, como ocorreu nos anos anteriores.  

No primeiro dia, os candidatos farão as provas de língua portuguesa e redação. No segundo, responderão a questões das disciplinas específicas, ou seja, obrigatórias para a carreira escolhida. Com a mudança, serão até quatro ou cinco disciplinas por carreira. Antes, eram três, em média. O número de disciplinas será definido pela unidade que oferece o curso.  

A primeira fase não muda; permanece uma prova de múltipla escolha com 90 questões obrigatória a todos os candidatos.  

Vestibular: inscrição por tipo de vaga  

Como a USP criou, no ano passado, um sistema de reserva de vagas para estudantes oriundos de escolas públicas e alunos de escolas públicas autodeclarados Pretos, Pardos e Indígenas (PPIs), foram criadas três modalidades de vagas.  

Então, no ato da inscrição para o vestibular, o candidato precisa declarar a qual modalidade de vaga está concorrendo, conforme as categorias a seguir:

Ampla Concorrência (AC): vagas para todos os candidatos sem exigência de nenhum pré-requisito.  

Ação Afirmativa Escola Pública (EP): vagas destinadas aos candidatos que, independentemente da renda, tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas.  

Ação Afirmativa Preto, Pardo e Indígena (PPI): vagas destinadas aos candidatos e autodeclarados pretos, pardos e indígenas que, independentemente da renda, tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas.
No ato da inscrição no vestibular convencional, os candidatos devem declarar qual é a modalidade a que estão concorrendo. 

Vagas: unificação vestibular e Sisu 

Além do vestibular, a USP participa do Sistema de Seleção Unificado (Sisu) do Ministério da Educação (MEC).  

Para o processo seletivo de 2019, 40% das vagas ofertadas em cada curso serão reservadas para estudantes da rede pública, considerando o vestibular Fuvest e o Sisu. Dentro dessa porcentagem, 37,5% das vagas são reservadas para os PPIs.  

Com a criação da reserva de vagas, deixou de existir o programa de bonificação que garantia pontos extras aos egressos da rede pública.  

Chamadas e reescolha  

No Vestibular 2019, serão realizadas cinco chamadas de aprovados, ao invés de seis. Mas o número de convocados será maior do que nos vestibulares passados: quatro vezes maior do que o de vagas.  

Além disso, não haverá mais o processo de reescolha, que permitia que os candidatos não matriculados e que não haviam sido eliminados escolhessem cursos com vagas não preenchidas.  

Essas vagas serão usadas em processos de transferência interna (estudantes da USP) e externa (estudantes de outras universidades).  

Calendário e taxa de inscrição 

O valor da taxa de inscrição será o mesmo do ano passado, R$ 170. As inscrições para o Vestibular Fuvest 2019 será em agosto a data será divulgada em breve, assim como o prazo para pedido de isenção da taxa de inscrição.  

A primeira fase será em 25 de novembro e a segunda fase começa em 6 de janeiro de 2019.  

Confira no vídeo abaixo as explicações sobre as novidades no cana Química em Foco:



Comentários

Confira também