USP é a melhor universidade do Brasil em ranking internacional de empregabilidade

Instituição ocupa 61ª posição entre 600 avaliadas; do total, oito são brasileiras

    • Virando Bixo
    • /
    • Virando Bixo

A Universidade de São Paulo (USP) é a instituição de educação superior brasileira mais bem classificada no QS Graduate Employability Rankings 2018, divulgado em 11 de setembro.

A USP ocupa a 61ª posiçao entre 600 instituições avaliadas - desse total, foram classificadas as 500 melhores. Os critérios foram a empregabilidade dos pós-graduandos e a relação entre estudantes e empregadores.

Três universidades norte-americanas lideram o ranking: Universidade de Stanford, Universidade da Califórnia (Ucla) e da Universidade de Harvard são, respectivamente a primeira, segunda e terceira colocadas.

Ao todo, oito instituições brasileiras figuram na lista das 500 melhores. Além da USP, a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) ficou na faixa entre 201-250; a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) ficou em 251-300; a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ), a Universidade de Brasília (UnB), a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) ficaram no grupo de 301-500.
 

O ranking foi elaborado pela consultoria britânica Quacquarelli Symonds (QS. O ranking foi publicado pela primeira vez no ano passado, avaliando apenas 300 instituições e classificando as 200 melhores.

Indicadores

Cinco indicadores são usados para avaliar as universidades: reputação da instituição entre as empresas (30%), sucesso dos ex-alunos (25%), parcerias com empregadores (25%), presença de companhias (10%) e a taxa de empregabilidade (10%).

Estudantes durante aula na USP (Foto: USP Imagens)

Empregabilidade

Em outro ranking internacional, o Global University Employability Ranking 2016, a USP ficou na 71ª posição entre as universidades que formam os estudantes de graduação mais procurados pelos empregadores, sendo a instituição latino-americana mais bem classificada.

Elaborado pela consultoria francesa de recursos humanos Emerging, em parceria com o instituto de pesquisa alemão Trendence, o ranking avalia o nível de empregabilidade das instituições de ensino superior.

Com informações do Jornal da USP.



Comentários

Confira também