USP vai ter cota de 50% para egressos da rede pública até 2021

Em decisão inédita, Faculdade de Medicina da USP adota cotas a partir do vestibular 2018

    • Virando Bixo
    • /
    • Virando Bixo

A Universidade de São Paulo (USP) deverá adotar cotas para alunos da rede pública para ingresso na graduação. Nesta terça-feira (4), o Conselho Universitário da universidade vai votar a implementação de reserva de vagas de maneira escalonada até 2021. A expectativa é que em 2012, metade dos ingressantes de cada curso sejam egressos de escola pública.

A proposta é da reitoria e já foi discutida, com parece positivo, em várias instâncias da universidade.

Em maio, a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) aprovou a criação de cotas étnico-raciais para ingresso na graduação. As cotas serão implementadas no vestibular que vai selecionar os ingressantes em 2019. Leia mais nesta matéria do Virando Bixo.

Cotas na Medicina

Além disso, a Faculdade de Medicina da USP aprovou, de maneira inédita, a adesão ao Sistema de Seleção Unificado (Sisu), mantido pelo Ministério da Educação (MEC) e que utiliza a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para selecionar ingressantes em universidades públicas federais e estaduais.

Das 175 vagas de medicina em 2018, 50 serão preenchidas através do Sisu. As demais (125) continuarão sendo preenchidas pelo Vestibular da Fuvest.

Segundo a direção da Faculdade de Medicina, outros cursos da unidade (fonoaudiologia, fisioterapia e terapia ocupacional) também terão uma parte das vagas destinadas ao Sisu.

A USP participa do Sisu desde 2015, oferecendo parte das vagas disponíveis. Na USP, o Sisu é usado como mecanismo para ampliar o número de egressos da rede pública e de negros, pardos e indígenas no universo de ingressantes na graduação. No Vestibular 2017, foram oferecidas 1.732 vagas via Sisu de um total de 8.734 postos. Leia mais nesta matéria do Virando Bixo.

Vista aérea da Faculdade de Medicina da USP/Crédito: USP Imagens

 

Entenda a distribuição de vagas na Faculdade de Medicina da USP em São Paulo

Medicina (total 175 vagas)
Fuvest: 125 vagas (71,4% do total) com bônus a estudantes de escola pública e aos que autodeclarem pretos, pardos e indígenas (PPI).

Sisu: 50 vagas (28,6%) serão oferecidas pelo Sisu 2018 aos estudantes inscritos no Enem 2017. Das 50 vagas, 10 serão reservadas para candidatos de ampla concorrência, 25 para candidatos que tenham feito o ensino médio em escola pública, e 15 vagas para candidatos da rede pública que se autodeclarem pretos, pardos e indígenas.

Fisioterapia (total 25 vagas)
Fuvest:  22 vagas seguirão na Fuvest.
Sisu: 3 vagas para estudantes de escola pública PPI.

Fonoaudiologia (total 25 vagas)
Fuvest: 20 vagas.
Sisu: 5 vagas (3 para estudantes de escola pública, e 2 para estudantes de escola pública que se autodeclarem PPI).

Terapia Ocupacional (total 25 vagas)
Fuvest: 22 vagas.
Sisu: 3 vagas (2 para alunos de escola pública e 1 para alunos de escola pública PPI).
 



Comentários

Confira também